COMPERJ

CLIENTE:
COMPERJ

Descrição do Projeto

Um olhar para o futuro, ação no presente e cuidado com o passado.
Concurso: Petrobrás – COMPERJ – Rio de Janeiro

Implantar um conjunto de edificações, com o cuidado de integrá-lo a uma paisagem quase intocada, interagindo a um patrimônio de representatividade arquitetônica, histórica e religiosa de grande importância.

A informação como fundamento da cultura da preservação ambiental e o cuidado com as novas gerações, são a base para a construção de um futuro digno para todos os povos.

Com essas premissas, optamos pela criação do complexo em torno de um pátio interno, com a função de integrar todas as áreas e informar às pessoas que trabalham e visitam o Centro de Informações, de forma natural.

Com coberturas que parecem flutuar sobre as edificações, o Centro de Informações ganha em leveza arquitetônica e integra-se a paisagem.

Um grande praça cívica, recebe os visitantes e organiza a entrada para o Centro de Informações.

A partir da Recepção, será possível visualizar todo os anexos do complexo e a ruína do Convento de São Boa Ventura.

Um Pátio-Museu, servirá de centro de convergência entre pessoas, informações, cultura e conscientização. Ao mesmo tempo, trará para o complexo o Convento de São Boa Ventura, fazendo parte das exposições, criando um gigantesco painel natural, emoldurado pelas coberturas curvas que convidam e orientam o olhar.

Um espelho d’água orientado pelo eixo do projeto, liga a portaria de acesso principal, atravessa todo o Complexo e busca o Convento de São Boa Ventura para fazer parte da obra. Espelho d’água que também servirá para manter a umidade do ar que será levada às edificações por meio das correntes de ar.

A Pedra Fundamental simbolizará o Presente onde o tempo será congelado com peças e objetos relacionados ao dia da cerimônia de inauguração. Uma “janela do tempo” mostrará de um lado, o Passado com a visão do Convento de São Boa Ventura, e de outro, o Futuro com o Complexo Industrial da Petrobrás que ainda será construído.

As coberturas em curvas que compõem com a paisagem montanhosa, possuem a função de trabalhar em conjunto com os ventos de predominância Leste e Sudeste de forma a remover o ar quente entre a cobertura e a edificação reduzindo assim a necessidade de refrigeração em tempo integral.

Aberturas zenitais em grandes áreas extensas de cobertura, permitem a entrada de iluminação natural criando ambientes iluminados e com temperatura ambiente agradáveis.

No anexo que abriga a Área Técnica, uma interligação entre os departamentos e acesso ao Pátio-Museu foi transformada em uma área de estar com a finalidade dar suporte ao Refeitório de Funcionários.

Uma vista aérea mostra o eixo principal do projeto que leva o olhar da Pedra Fundamental até a ruína do Convento de São Boa Ventura. Mostra ainda a Praça Cívica e o movimento das coberturas curvas que trazem toda a plástica arquitetônica da obra.

Composto por Auditório com capacidade para 200 pessoas, Sala 3D, Biblioteca com salas multi-mídia, salas de estudos individuais e leitura rápida, Administração contendo salas de reuniões, Video-conference e Secretarias, Refeitório para funcionários, Salas Técnicas para servidores, Segurança, Aumoxarifado,Vestiários e sanitários para suporte de um grande volume de usuários, o Centro de Informações estará preparado para receber e atender um volume de aproximadamente 600 usuários simultaneamente.